O que é o Estudo de Métodos e Tempos?

O que é o Estudo de Métodos e Tempos?

O estudo de métodos e tempos é uma técnica utilizada para analisar e melhorar a eficiência e a eficácia de um processo produtivo. Ele envolve a medição do tempo necessário para realizar cada tarefa ou atividade dentro do processo, bem como a análise dos movimentos e ações do trabalhador durante o desempenho da tarefa. Com base nestas informações, são identificadas oportunidades para melhorar a eficiência do processo, reduzir o tempo de ciclo e melhorar a qualidade do produto final. É, sem dúvida, um método bastante utilizado para melhorar a produtividade e a competitividade das empresas.

Esta análise consiste em:

  • Encontrar a forma mais económica de executar o trabalho;
  • Padronizar os métodos, materiais, ferramentas e instalações;
  • Determinar o tempo necessário, para que uma pessoa competente realize o trabalho com um ritmo normal;
  • Ajudar a aprendizagem do colaborador no novo método.

Embora distintas, as quatro partes acima descritas são inseparáveis.

Objetivos do Estudo e Métodos de Tempo

Os objetivos do estudo de Métodos e Tempo são: a eliminação do desperdício de esforço humano, a adaptação do executante à própria tarefa, o treino dos executantes para melhor adequação à sua tarefa e o estabelecimento de normas detalhadas de execução da tarefa analisada.

É importante efetuar um estudo de métodos e empo quando existe uma tarefa nova que nunca foi executada anteriormente. Por exemplo: a aquisição de uma nova máquina, a produção de um novo produto ou de uma nova peça, o teste de um novo método de produção, etc.

Também efetuamos esta análise quando pretendemos comparar a eficácia de dois diferentes métodos ou estudar a utilização de um equipamento cujo rendimento esteja abaixo da média.

Estudo do Trabalho

Através do Estudo do Trabalho ser-lhe-á possível melhorar os métodos de trabalho, otimizar processos, reduzir desperdícios, desenhar e conceber postos de trabalho, adequar o trabalho às pessoas e medir tempos. A medição do tempo, por exemplo, permite o planeamento das operações, custear produtos e avaliar o desempenho das operações.

Técnica fundamental do Estudo do Trabalho

Passos a implementar no estudo do trabalho:

  1. Escolher o trabalho ou processo a estudar;
  2. Registar por observação direta tudo o que se passa;
  3. Examinar e criticar os dados registados;
  4. Estabelecer o método mais económico;
  5. Medir e calcular um tempo de referência para o método escolhido;
  6. Definir o novo método e o tempo calculado, para permitir a sua reprodução;
  7. Aplicar o novo método, que passará a método normal;
  8. Vigiar e acompanhar a aplicação do novo método.

Método do Trabalho

O método de trabalho é a base fundamental dos métodos e tempos.

Consiste na aplicação de regras para a execução do processo pelo homem, dentro de determinado procedimento. Assim, são diferentes as regras seguidas para execução de peças que utilizem diferentes materiais.

Para a fixação de um método de trabalho são considerados os aspetos ergonómicos, tarefa fundamental dos especialistas no estudo do trabalho, para definir o melhor método de trabalho para cada procedimento.

Definição e objetivos do Estudo dos Métodos

O Estudo e Métodos tem por objetivos:

  • Melhorar os processos e métodos de execução;
  • Melhorar a implantação de fábricas, secções, postos de trabalho e conceção das instalações e do material;
  • Economizar o esforço humano e diminuir toda a fadiga inútil;
  • Melhorar a utilização do material, das máquinas e da mão de obra.;
  • Criar condições materiais de trabalho favoráveis.

Porque é que é útil o Estudo do Método do Trabalho?

O Estudo do Método do Trabalho revela-se extremamente útil para a empresa pois permite aumentar a produtividade de uma tarefa, secção e empresa pela reorganização do trabalho, método que implica, normalmente, poucos ou nenhuns investimentos em instalações e em material.

Da mesma forma, o Estudo do Trabalho é sistemático porque nenhum fator é desprezado na análise do antigo método ou no aperfeiçoamento do novo método. Todos os dados da operação são reunidos, coligidos e analisados.

Quando se pretende avaliar a adequabilidade da aplicação do estudo dos métodos a um determinado trabalho, deverão ter-se em linha de conta o seguinte:

Considerações económicas

  • Gargalos de estrangulamento, que bloqueiam a continuidade das operações de produção.
  • Operações que exijam uma mão de obra considerável ou movimentações repetidas de materiais.
  • Operações que comportam trabalhos repetidos, utilizam muita mão de obra e suscetíveis de durar muito tempo.

Considerações Técnicas

Por fim, podem existir algumas condicionantes técnicas que impeçam a adoção de um outro método de trabalho, eventualmente mais produtivo, estas condicionantes impor-se-ão por si próprias, sendo de extrema importância ter o apoio e opinião de outros técnicos, que poderão alertar para algumas situações antes de se proceder à modificação do método de trabalho.

Aprofundar o tema

Para explorar mais acerca do Estudo e Métodos de Tempo poderá consultar o manual Métodos e Tempos – Guia do Empresário por CTCP – Centro Tecnológico do Calçado de Portugal (com texto de Sílvia Vaz, Alexandra Saraiva – CTCP) , de onde extraímos parte da informação aqui apresentada, além dos seguintes livros:

  • “Work Measurement and Methods Improvement” de Ralph M. Barnes
  • “Methods-Time Measurement: MTM” de International MTM Directorate
  • “Work Study: Method and Measurement” de R.L. Rowland

»» Por fim, para ler a seguir recomendamos: “Como organizar o seu armazém?“.

  • Dias Úteis por Mês
    Verifique os dias úteis, feriados e fins de semana para o ano de 2023. Saiba quantas horas vai efetivamente trabalhar e, aproveite a nossa oferta, descarregando a folha de Excel com os dias úteis por mês.
  • Como Organizar o Armazém
    Organizar um armazém implica criar um layout eficiente que maximize a utilização do espaço, racionalize o movimento de bens e pessoas, e torne fácil encontrar e aceder a itens.
  • Prazo Médio de Pagamento (PMP)
    O Prazo Médio de Pagamento, assim como o Prazo Médio de Recebimento, é um instrumento que nos ajudam a compreender o estado da tesouraria de uma determinada empresa.
  • Modelo Hook (Nir Eyal)
    O Modelo “Hook” é uma base estrutural para a criação de novos produtos que conseguem moldar os hábitos do consumidor. Foi desenvolvida por Nir Eyal no seu livro “Hooked”: Como Desenvolver Produtos e Serviços Que Criam Hábitos”.